OS 10 MELHORES CD´S DE METAL DE 2008

1 Comments »
Antes de alguém ir lascando a mão em mim, essa lista é puramente pessoal. Então se você for um pimpolho que só sabe reclamar, faça a sua e coloque na net. É muito fácil e divertido.
Ainda estamos em outubro, mas eu não acredito que possa aparecer coisa boa até dezembro, uma porque as bandas e artistas costumam lançar seus trabalhos até agosto, pelo menos, até onde eu sei. Esse ano foi um ano muito especial para mim no mundo do metal, encontrei muita coisa boa e dentre dessas coisas boas, escolhi os 10 melhores CD´s de Metal de 2008. Esse ano ainda encontrei bandas que apesar de não terem lançado CD já entraram na minha lista de melhores de todos os tempos. Mas isso fica para outra lista, beleza?
Então vamos começar! Eu coloquei na ordem alfabética para não desmerecer nenhuma banda.

- AYREON – 01011001


Origem: Holanda

Estilo: Metal Progressivo

Formação: Leia o texto abaixo.

Discografia: The Human Equation (2004), Ayreonauts Only (2000), Universal Migrator Part 2: Flight of the Migrator(2000), Universal Migrator Part 1: The Dream Sequencer (2000), Into the Electric Castle (1998), Actual Fantasy (1996), The Final Experiment (1995)… fora os outros trabalhos que ele faz… pense num cara que faz meio mundo de coisa.

www.ayreon.com

Link Para Donwload:

CD 1: http://www.4shared.com/file/49000637/f1ec738e/ayreon_-_01011001_-2008_-cd_1.html?s=1

CD 2: http://www.4shared.com/file/49182537/a28f9d38/ayreon_-_01011001-_2008_cd_2.html?s=1


Ayreon é o mega projeto do multi-intrumentalista holandês Arjen Lucassen. Quem conhece esse projeto sabe do que eu estou falando. Sim, meu caro (a) leitor (a). O cara gosta de fazer trabalhos pomposos e bem produzidos. É de longe o melhor CD que ele já fez. Esse ano teve outro mega projeto, Avantasia III – The Scarecrow de Tobia Sammet, mas eu sinceramente não fui muito com a cara desse CD, acho que é pelo o fato de os dois primeiros serem perfeitos para quem é fã de Metal Opera como eu, e esse CD que tem nomes de peso como Alice Cooper não me convenceu. Deixando o louco do Tobias de lado voltamos com Arjen.
A Temática do CD é bem arrojada, conta a história de uma raça alienígena, Os Forever (Sim, meu caro (a), o cara viaja...), quem acompanha os trabalhos anteriores dele, vai se lembrar desse nome. Esses alienígenas são uma raça que habitam o planeta Y, onde vivem completamente dependentes da tecnologia, mas eles acabam perdendo as emoções. São tão evoluídos que passaram a se comunicar em código binário, sacou agora o porquê do titulo desse CD? Quem curte ficção científica, é um prato cheio.
Mas é claro que eu não vou colocar a historia toda, você precisa ouvir o CD para compreender o enredo.
Na parte técnica e musical. O CD é uma coisa que particularmente aqueles que não gostam de metal progressivo vão se surpreender. É um álbum muito versátil musicalmente, abrangendo todos os estilos musicais com mesclas de sons interplanetários. E também porque ele fez um cast de vozes e musicos de peso: Hansi Kursch (Blind Guardian), Jonas Rebkse ( Katatonia), Daniel Gildenlow (Pain of Salvation), Anneke van Giersbergen (Agua de Annique, ex- The Gathering), Tom Englund (Evergrey), Simone Simons (Epica), Jorn Land (Esse aqui já cantou em meio mundo de banda..), Ty Tabor (Kings´s X), Bob Catley (Magnum), Steve Lee (Gotthard), Magali Luyten ( Virus IV), Floor Jansen (After Forever), Marjan Welman (Elister), Liselotte Hegt (Dial), Xavier Phideaux (Phideaux) e Wudstik, os guitarritas Lori Linstruth (Stream of Passion) e Michel Romeo (Symphony X) e os tecladistas Derek Sherinian (Planet X, ex-Dream Theater), Tomas Bodin (The Flower Kings) e Joest van den broek (After Forever), ufa! É gente que não acaba mais, e o melhor, só musico de primeira.
Eu adorei e recomendo. Arjen é um músico que apesar de estar sofrendo de uma doença que o deixa sem olfato e paladar, conseguiu não se abater e fez esse trabalho histórico. Ainda recomendo escutar a faixa: 5 – Beneath the Waves.

- BATTLELORE – THE LAST ALLIANCE


Origem: Finlandia

Estilo: Power / Epic / Folk Metal

Formação:
Kaisa Jouhki - Vocal
Tomi Mykkänen - Vocal
Jussi Rautio - Lead guitarra
Jyri Vahvanen - Guitarra
Timo Honkanen - Baixo
Maria – Teclados, Flauta
Henri Vahvanen – Bateria

Discografia: Evernight 2007, Third Age of the Sun 2005, The Journey 2004, Sword’s Song 2003, …Where The Shadows Lie 2001

www.battlelore.net

Link para Donwload: http://www.megaupload.com/pt/?d=C54QE4P4

Cortesia: igneselevanium.blogspot.com


Apesar de Nightfall of Midle-Earth de Blind Guardian ser a melhor coisa de Tolkien que eu já ouvi. Battlelore sob fazer isso com mestria em seus álbuns. Battlelore tem basicamante como eu disse anteriormente, todos seus CD´s baseados na obra de Tolkien, e o melhor, ainda se vestem como os seres do mundo de Arda. Eles são uma banda que me impressionou muito, vou ser sincero com vocês, estou apenas uma semana ouvindo o esse CD . ^^
O que diferenciam eles de outras bandas que já fizeram musicas baseados na obra de Tolkien é porque os caras levam literalmente suas letras nas passagens escritas das obras do mestre Tolkien. Com uma junção de Power, Epic e Folk eles fazem seus Cd´s serem únicos e para quem é fã de Senhor dos Anéis como eu, serem levados outra vez pela Terra-Média. Por isso, espere altas batalhas durante o desenvolvimento musical do álbum.
Tecnicamente é um CD bem trabalhado, principalmente porque eles sabem misturar o gutural com lírico, é uma coisa de louco. O desenvolvimento musical é elaborado e você não cansa de ouvir. Recomendo escutar a Faixa: 3 – The Great Gathering.

- EDENBRIDGE – MY EARTH DREAM

Origem: Áustria

Estilo: symphonic metal

Formação:
Sabine Edelsbacher - (vocal)
Lanvall - (teclado e guitarra)
Frank Bindig - (baixo)
Sebastian Lanser - (bateria)
Robert Schoenleitner - (guitarra)

Discografia: Sunrise in Eden (2000), Arcana (2001), Aphelion (2003), A Livetime in Eden (2004), Shine (2004), The Grand Design (2006)

www.edenbridge.org

Link para Donwload: http://rapidshare.com/files/111359242/Eb-MED2008.rar.html


Acompanho Edenbrige desde inicio. E vejo como eles cresceram durante esses anos na estrada. O que destacam eles de outras bandas com voz feminina é a competência de Lanvall, esse cara além de ótimo guitarrista é um compositor criativo e Sabine que se destaca com sua voz angelical. Eles tiveram uns problemas com alguns integrantes que acabaram por abandonar a banda, pensava-se que EdenBridge estava acabado, ledo engano.Desde de Arcana eles vem recebendo ótimas criticas, sendo o próprio Arcana considerado um dos melhores CD´s de 2001.

My Eath Dream me deixou de queixo caído do começo ao fim. É sem dúvida o melhor CD, com sinfonias cativantes, bateria bem composta, Sebastian, que entrou no lugar de Roland Navratil, deu uma nova roupagem de ritmos e pedais duplos. Lanvall, o cara por trás dessa obra prima, ate comenta que esse CD está bombástico. Não é por nada não, mas se for escolhido como melhor CD do ano não será uma surpresa. Sabine com sua voz angelical torna tudo mais belo, algumas pessoas acham sua voz muito parecida com as cantoras dos filmes da Disney, se perceber parece realmente, mas talvez seja isso que a deixe acima de qualquer duvida de sua competência musical, a mulher sabe cativar com sua voz nossos ouvidos. Mas o diferencial mesmo para mim foi o aparecimento das guitarras distorcidas!! Isso meu deixou muito feliz, e o maldito do Lanvall sabe fazer distorções impressionantes. Aconselho a ouvirem a faixa: 08 – Fallen From Grace.

ELUVEITIE – SLANIA

Origem: Suíça

Estilo: Celtic pagan folk metal

Formação:
Sevan Kirder - Gaita de fole, Flauta e Vocal
Merlin Sutter - Bateria
Siméon Koch - Guitarra
Chrigel Glanzmann - Vocal principal, Bandola (bandolin), Flautas, Gaita, Violão acustico e Bodhrán (uma espécie de tambor tribal)
Meri Tadic - Violino e Vocal
Rafi Kirder - Contra-Baixo e Vocal
Ivo Henzi - Guitarra
Anna Murphy - Hurdy Gurdy (Viela de Roda) e Vocal

Discografia: Vên (2003), Spirit (2006), "Evocation I - The Arcane Dominion” (2008), "Evocation II - Visions (MCD)" (2008).

www.eluveitie.ch

Link para Donwload: http://www.mediafire.com/?7u2eb9nt1j2


Vou logo direto ao assunto que me atormentou quando comecei a ouvir Eluveitie. O que diabos são mesmo o estilo deles? Primeira coisa que percebi que influencia Death Metal é do começo ao fim do CD, se você conhece In Flames não achara Eluveitie estranho. Beleza, eles tem influencias e bases de Death Metal, mas aí quando escutei um troço chamado Bodhrán e Hurdy Gurdy(insturmentos medievais que os celtas usavam em seus rituais, que depois foi muito usado na idade média) nas faixas, pensei comigo mesmo, Pikachu meu filho, isso realmente é singula, como eles conseguem fazer um som que encaixa-se no Deth Metal?. Depois fui procurar na Net qual o estilo que eles tocam, descobri que é Celtic pagan folk metal, eles mesmo que se auto-denominaram . Pensei por um tempo e ate comentei com Ana sobre qual era o estilo deles. Resolvi eu mesmo dizer que eles são Death Pagan Metal.

Eluveitie foi uma surpresa que encontrei com Ana no inicio do ano. Acredito que só eles são assim no mundo, uma banda que transformou o pagan metal. Se pronucia “Hel-Wé-Tia” – sou de Helvetia (nome arcaico da Suíça). Slania conta a história de como uma pesssoa celta vivia na Europa pré-medieval, de como ele adora seus deuses dançando a cada colheita de lua e sol. Eles querem mostrar sua origem, sua cultura, sua identidade. Uma coisa bonita de se ouvir.

Tecnicamente o CD é um baita show de como o horizonte musical de instrumentos e metal dão certo. São canções muitos potentes e cativantes do começo ao fim, você é transportado para uma Europa onde dançar pelado durante uma noite estrelada era a coisa mais normal do mundo. Aconselho ouvir a faixa: 02 – Primordial Breath.


- FALCONER – AMONG BEGGARS AND THIEVES

Origem: Suécia

Estilo: Folk/Power Metal

Formação:
Mathias Blad - Vocal
Stefan Weinerhall - Guitarra e Teclados
Jimmy Hedlund - Guitarra
Magnus Linhardt – Baixo
Karsten Larsson - Bateria

Discografia: Falconer (2001), Chapters From A Vale Forlorn (2002), The Sceptre Of Deception (2003), Grime Vs. Grandeour (2005), Northwind (2006).


www.falconermusic.com

Link para Donwload: http://rapidshare.com/files/137720265/www.metal4ever.net-Falconer-Among_Beggars_And_Thieves-Promo-2008-QTXMp3.rar


Uma palavra. Sublime. É isso que Falconer é. Sublime. Esses caras fazem uma coisa que sempre gostei, contar historias medievais. Todos seus CD´s são grandes obras de como a Idade Média foi um celeiro de bravura, sangue e dor.

Mathias Blad é um dos cantores mais versáteis do Power Metal. O cara não faz falsete, ele lembra um trovador em cima de um palco de madeira contando histórias de guerreiros que lutam pela honra e justiça. O cara é bom. Depois de ter cantado o Álbum Falconer, que depois passaria a ser o nome da Banda, é trocado por Kristoffer Göbel, que é despedido em 2005 , os fans clamavam pela volta de Matias. Que retorna em 2006 no Album Northwind. O Album Falconer foi bem aclamado por toda Europa no seu lançamento.

Tecnicamente Among Beggars And Thieves revelou-se um CD de alta qualidade musical. Mathias esta detruindo outra vez. O Instrumental ficou mais pesado e mais arrojado, as vezes eles fazem umas levadas de death metal na bateria e nas distorções da guitarra. Conta a historia de um prisioneiro que ira morrer, onde ele faz todo um retrospecto de como sua vida foi vazia e sem sentido. Pelo menos foi o que compreendi ouvindo o CD. Falconer costuma fazer canções, principalmente folclóricas em sua língua original, nesse CD não seria diferente, uma coisa deveras bonita de se ouvir. Mathias é o poder. Falconer eu conheci também esse ano. Somente uma coisa me deixa triste, eles não são conhecidos por essas bandas, uma pena mesmo. Graças a Deus que Ana e Eu conhecemos!!! Recomendo ouvir a faixa: 04 – Vargaskall.


- HANGAR – THE REASON OF CONVICTION

Estilo: Power Metal Progressivo

Formação:
Nando Fernandes (vocal)
Nando Mello (baixo)
Eduardo Martinez (guitarra)
Aquiles Priester (bateria)
Fábio Laguna (teclado)

Discografia: Inside Your Soul (2001)

www.hangar.mus.br

Link para Donwload: http://www.4shared.com/file/36535448/f1a84e17/Hangar_-_The_Reason_Of_Your__Conviction__2007_.html?s=1



Vou ser bem sincero, quando o Hangar veio em Teresina em 2002 (Alguém sabia disso? Mas eu não sei confirmar se eles vieram mesmo) eu nem liguei. Inside Your Soul é um CD muito chato de ouvir, principalmente porque eu tenho certeza que ele foi feito as pressas. Hangar no começo de sua carreira era apenas uma banda que fazia cover´s de outras bandas. E foi graças a isso que Aquiles Priester veio tocar no Angra, e se tornar o melhor baterista do mundo pra mim. E para mim era só mais uma banda qualquer, onde um dos integrantes tocava numa banda de grande porte e famosa, e somente isso. Esse pensamento veio por água abaixo quando escutei The Reason of Conviction.

Foi um crescimento exponencial de qualidade musical. The Reason of Conviction pra mim é uma das coisas mais bem feitas do Metal. É um negocio fora do serio de tão bom que é. Conta a historia de um Serial Killer, de como sua mente funciona. Isso foi graças à mente criativa de Aquiles, alem de ser um baterista acima da media no resto do mundo, o cara sabe escrever bem. E com a entrada de Nando Fernandes a banda tomou outro rumo musical de qualidade, eu nunca ouvi cantar ao vivo (muitos amigos do sul já assistiram ao show e dizem que ele não é bom ao vivo), mas no estúdio o cara detonou. Aquiles como sempre mostra sua qualidade suprema na bateria, podem baixar a sola do sapato em mim, mas eu o babo mesmo, algum problema? Tem um andamento musical muito cativante, banda brasileira se sai bem La fora é pela sua qualidade de criar coisas diferentes e misturar ritmos, e o álbum não foge da regra. E Com um enredo de sangue e loucura. O Brasil é indiscutivelmente o maior pais quando o assunto é Power Metal.
Quando disse que era um dos melhores CD´s de Metal eu não estava brincando. No Japão foi considerado um dos melhores de CD´s de todos os tempos, imagina só, o Japão, o pais que mais compra Power Metal no mundo, o pais que todo mes lança mais de 100 CD´s de Power Metal , considera The Reason of Conviction uma das coisas mais bem feitas que o metal já viu! Temos que nos orgulhar dos caras do Hangar, isso sim, e não criticar sem ouvir primeiro, que foi o meu erro. Mas ainda considero Inside Your Soul um péssimo CD!

The Reason of Conviction, muito bom esse CD! Recomendo a faixa: 05 – Forgive the Pain.



- KYRIE ELEISON - ... IN THE ARMS OF DECADENCE

Origem: Argentina

Estilo: Symphonic Power Prog Metal

Formação:
Alejandro Fernandez - Voz
Diego Ribeiro - Guitarra e Teclado
Horacio Carrizo - Baixo
Sergio Vázquez – Bateria

www.k-e.com.ar

Link para Donwload: http://rapidshare.com/files/116384356/KyrElsn-byDPM.zip

Senha: discospowermetal

Cortesia: http://discospowermetal.blogspot.com/


Essa banda aqui tem umas das musicas mais perfeitas que eu já ouvi dentro do metal sinfônico, Ana também acha isso. É uma coisa maravilhosa e criativa.
Como é uma banda nova, mas que mostrou uma qualidade que não deixa duvida de sua competência musical e porque se eu não colocasse nessa lista Ana me mataria. Apresento a vocês: Kyrie Eleison.
... In the Arms of Decadence foi lançado em setembro de 2007, mas só foi reconhecido somente esse ano no resto do mundo. Eu nunca pensei que uma banda da Argentina pudesse fazer um trabalho tão grandioso. E olha que depois que eu conheci Kyrie Eleison encontrei Ariadna Project, outra banda argentina de qualidade. Se você conhece um pouco de musica já ouviu esse nome ligados a canções religiosas e coisas do tipo. KE pegou essa parte barroca clássica e fez suas musicas. É um álbum completamente sinfônico, bem feito e bem arranjado. Suas melodias lembram muito Rhapsody of Fire (A melhor banda para o Sr Pikachu aqui), deve ser por isso que eu me apaguei muito a essa banda.

Alguns podem ate reclamar, porque eles só possuem um álbum. Uma banda que só tem um álbum não mostrou ainda sua característica e nem sua assinatura no mundo do metal, mas KE conseguiu com apenas um CD me convencer, isso já basta. ... In the Arms of Decadence tem um roteiro apocalíptico onde não existe mais esperança, onde um mundo decadente se mostra aos olhos de crianças em lagrimas e desgraças... Massa né?^^

A parte técnica e musical do Álbum é pomposa de verdade. Como eu disse anteriormente, sinfonias por todos os cantos. Riffs bem elaborados e velozes. Aqui eu destaco os teclados, que são magistrais e complexos. E Alejandro que tem uma voz muito bonita, ele faz muito falsetes, mas que se importa?^^ e o melhor é da Argentina! Recomendo ouvir a faixa: 03 – Children of Pain.



- REINXEED – THE LIGHT

Origem: Suécia

Estilo: Power Metal Symphonic

Formação:
Tommy Johansson – Ele fez todos os instrumentos e vozes gravados em estúdio!

www.myspace.com/reinxeednorth

Link para Donwload: http://rapidshare.com/files/112842386/RXD_byDPM.zip

Senha: discospowermetal



Durante vários meses de 2008, o álbum The Light foi o melhor do ano para mim. Eu simplesmente amo esse CD. E Tommy Johansson é gênio. Ele saiu em abril e até hoje toca no mp4, celular e mp3 meu e da Ana.

Ele não é um CD mirabolante musicalmente. O negocio que tudo se encaixa perfeitamente no desenvolvimento musical do álbum. E isso hoje esta quase acabando no mercado metalístico mundial. Recebeu muitas criticas boas e muitas ruins, e como suco de limão nos olhos dos outros é refresco, comentarei as criticas ruins. Dizem que é um álbum morno, não tem nada novo e nem complexo. Realmente não tem mesmo. Falam que Tommy canta muito ruim e que é um álbum muito linear. Mas cada um faz sua critica como bem entender. Mas eu não vi essa morosidade no álbum, é linear com certeza, mas morno e que Tommy canta ruim, isso não existe.

O que me faz gostar de The Light são suas composições bem limpas e caprichadas. Eu não sei qual é a historia do álbum, mas têm haver com Guerreiros, magos e Dragões. Mas 90% da banda de metal fazem seus álbuns baseados em Guerreiros, Magos e Dragões... Mas isso não importa, se você consegue fazer um CD bem produzido, com melodias bem arranjadas e bons músicos, mesmo se for, uma história piegas, com certeza o CD vai ficar bom. Eu não estou falando que o enredo de The Light seja ruim, ele é muito bom. Mas deixando essa lengalenga de lado. O CD é bem composto, com arranjos de guitarra bem equilibrados e potentes. E uma ótima composição nos teclados e piano. Recomendo ouvir a faixa: 04 – Magic Night. Esse eu recomendo!


- SYMPHONITY – VOICE FROM THE SILENCE



Origem: República Tcheca

Estilo: Power Metal Symphonic

Integrantes:
Olaf Hayer - Voz
Libor Krivák - Guitarra
Ivo Hofmann - Teclado
Tomas Celechovsky - Baixo
Martin Škaroupka – Bateria

www.symphonity.com

Link para Donwload: http://rapidshare.com/files/130729800/Smphnt_byDPM.rar

Senha:discospowermetal


Symphonity saiu do forno apenas dois meses atrás. E já é considerado um dos melhores CD´s que Sascha Paeth (AVANTASIA, RHAPSODY, KAMELOT, EDGUY, ANGRA) produziu. E olha que produziu e fez grandes e inesquecíveis álbuns. Eu não estou desmerecendo as bandas que ele produziu, porque das cinco que comentei, quatro estão na minha lista de melhores de todos os tempos, sendo que duas é 1ª e 2ª dessa lista.
Qual é o grande lance de Voice from of Silence ser uma grande CD? Tem uma das vozes mais respeitadas do Power Metal e um grupo de ótimos músicos. E ainda tem o mais fodeloso produtor de Power Metal do Mundo! Só isso, já diz qual o tamanho da qualidade que se espera desse álbum.
Olaf Hayer (Luca Turilli, Dyonisios…) esta mais uma vez destruindo com sua voz potente e super afinada. Martin e Tomas se destacam pela pureza musical que fazem seus instrumentos parecem às vezes que vieram do metal progressivo. Tem momentos no álbum que você jura que esta ouvindo um CD de Prog Metal e não de Power. Isso também inovou, eu já falei antes que o Brasil se destaca pela sua qualidade de juntar coisas e fazer uma inovação não só no Metal como em qualquer estilo musical. É por isso que nossas bandas sempre se destacam mais que as bandas da Europa, principalmente no Japão. Voice from of Silence que mostrar que os europeus de tanto produzir bandas brasileiras pegaram o nosso jeitinho!^^

Brincadeiras a parte, o CD esta muito bem escrito e poderoso. Eu nem vou falar da parte técnica porque um nome como Sacha Paeth já diz tudo. Recomendo ouvir a faixa: 03 – Gates of Fantasy.


- YNGWIE MALMSTEEN´S – PERPETUAL FLAME


Origem: Suécia

Gênero: Neoclassical Power Metal/Shred

www.yngwiemalmsteen.com

Link para Donwlaod: http://www.megaupload.com/pt/?d=WYWWE80V



Este CD será o primeiro trabalho de Yngwie a ser lançado pela Rising Force Records e marca a estréia do novo vocalista da trupe de Malmsteen, o ex de Judas Priest e de Iced Earth, Tim Ripper Owens. O álbum foi produzido pelo próprio Malmsteen e mixado por Roy Z, que trabalhou com Judas Priest, Bruce Dickinson, e outras bandas de nome e história. A bateria ficou por conta de Patrick Johanssone teclados com Derrick Sherinian, e o próprio Malmsteen tocou baixo, fez os teclados adicionais assim como os vocais.

Bem, o que posso falar de Malmsteen... Ou você o odeia com todas suas forças e se torna um frustrado pelo resto da vida ou o adora como um dos Deuses do Metal. O cara voltou com força total! Tim Ripper canta muito. E Malmsteen ficou em outro plano de existência outra vez, eu não sei como ele consegue fazer isso... Ele vem produzindo música desde 1984, perdeu fôlego nos anos 90, mas retornou como supremo Senhor do Metal. Escute o CD e pronto! Recomendo ouvir a faixa: Four Horsemen (Of The Apocalypse).

Uma Surpresa Clik e Veja:




Sr. Pikachu Sama

1 Response to "OS 10 MELHORES CD´S DE METAL DE 2008"

Ana Karoline Says :
28 de outubro de 2008 16:39

Esse top 10 tá lindo! me orgulho de vc por ter um ouvido tão bom pra música e tb pq eu lhe ajudei a escolher,né? rsrsrsrsrsrsrs
o video tb tá show! parabéns,baby! vc melhora a cada dia (se é possível...)! te amo!^^

Postar um comentário